Escolha uma Página

1- Escolher com prioridade na parte financeira. No caso do Neymar, dinheiro não é o problema. O fato é que ele se aproximou de uma quantia de dinheiro maior, entrando na historia como o atleta mais caro, no entanto, se distanciou da alegria contagiante de uma cidade espetacular, de companheiros que tinha carinho e admiração. A magia do Messi e o peso da camisa do Barcelona, fizeram falta ao craque Neymar. 

2- A condução da transação com o Barcelona e PSG foi um obscura demais. Sair pelas portas dos fundos do maior clube no mundo não é algo que seja aconselhável. Escolher o dinheiro pela boa proposta é um direito e concordo plenamente com isso. O problema é quando esse tipo de transação gera tamanho desconforto e pressão. Eu ainda fico com aquela sabia palavra e conselho do apóstolo Paulo: que a paz seja o vosso árbitro. Quanto mais paz para se fazer algo, melhor é o resultado.

CLIQUE no link do curso e treinamento online “COMO PASSAR NA PENEIRA” e descubra um mundo de informações sobre dicas para enfrentar as avaliações e testes no futebol.

https://go.hotmart.com/N6542225B

3- Assumir toda a responsabilidade sem dividir o fardo com outros companheiros. A impressão que todos tivemos é que o Neymar abraçou  a responsabilidade do PSG para abrir caminho para a conquista do prêmio individual de melhor do mundo, no entanto, coletivamente passou a ter disputas internas desnecessárias, como ficou visível naquele pênalti com o Cavani. A individualidade do Neymar estava acima do contexto coletivo. A impressão que ele era maior que o clube, o que não acontecia no Barcelona. 

4- Alta exposição em momentos desnecessários. Lesões e festas de carnaval. Relacionamentos com acompanhantes de luxo… A melhor escolha em determinados momentos é a reclusão e se voltar para o silencio para se concentrar e evitar polêmicas desnecessárias. Neste momento a celebridade Neymar se tornou maior que o atleta Neymar. 

5- Gerenciamento da carreira realizada pelo pai. Isso não é uma critica, mas uma constatação. Isto porque, o pai pode ser de fato o melhor gerente e a pessoa mais indicada para tal exercício por ser a pessoa que ele mais confie, no entanto, publicamente é construir um telhado de vidro. O Neymar poderia ter um gerente “testa de ferro” e seu pai o gerenciando por “trás dos panos”. Esta forma iria proteger sua família, sua profissão e suas escolhas.

CLIQUE no link do curso e treinamento online “COMO PASSAR NA PENEIRA” e descubra um mundo de informações sobre dicas para enfrentar as avaliações e testes no futebol.

https://go.hotmart.com/N6542225B

Afinal de contas, a felicidade pode parecer que se esconde atrás de quase um bilhão de reais nos pés da torre Eiffel, mas não é bem assim. O dinheiro financia confortos e compra amores até o momento que descobrimos que é necessário voltar para aonde nunca deveríamos ter saído. E nesse caso, tudo indica que este lugar seria o Barcelona!