Escolha uma Página

As dificuldades para ser um atleta profissional parecem um gigante impossível de ser vencido? Para mim também parecia!

Quando adolescente eu vivia um grande paradoxo. Sonhava em ser um jogador profissional de futebol e isso era maravilhoso. As vezes perdia o sono imaginando o estádio lotado, o gol decisivo, a torcida gritando meu nome. Acho que você também deve viajar nestas paradas. No entanto, havia um gigante terrível da competitividade. 99,9% jovens que faziam peneiras eram reprovados. Ou seja, este gigante parecia destruir com o sonho de todos que se aventuravam enfrenta-lo. É sobre isso que gostaria de falar hoje!

Quando falamos em gigantes logo me lembro de Golias sendo vencido por um pequeno e destemido garoto chamado Davi, e hoje gostaria de falar deste confronto muito famoso.

O contexto entre Davi e Golias se encontra no Capítulo 17 do primeiro livro de Samuel na sua Bíblia. Independente da sua religião e do seu credo não deixe de absorver o ensinamento.

Naquela época quando havia dois exércitos em iminência de combate existia uma possibilidade menos sangrenta para decretar um vencedor. Cada exército elegia seu guerreiro mais valente e corajoso. Deste confronto saia o vencedor. Neste contexto surge a história de Davi e Golias. O gigante estava desafiando o exército de Israel que amedrontado apenas ficava olhando o destemido e enorme guerreiro do outro lado da cerca. Até o dia que chega um menino de boa aparência que resolve peitar o barbudo. Vamos ver o que está por trás da personalidade deste garoto que pode nos ajudar a vencer nossos gigantes.

1- Ele assumiu a responsabilidade!

Enquanto um exército de homens estava se escondendo do confronto o pequeno Davi bateu no peito e assumiu os riscos. O primeiro passo na vida de um vitorioso é ir para o confronto. Não existe vitória sem luta. Se você acha que alguém vai vir te buscar ai na sua casa e te levar para o São Paulo só porque você diz nas redes sociais que é bom jogador então é melhor sentar porque você vai se cansar de esperar. Assuma a responsabilidade dos seus sonhos.

2- Assumir riscos geram experiências!

Antes de lutar contra o Gigante nas vistas de todas as pessoas, ele enfrentou ursos e leões cuidando das ovelhas de seu pai. Quando assumimos os riscos do nosso sonho vamos enfrentando desafios, ganhando experiências, exercitando os músculos da perseverança e desta forma vamos fortalecendo nossa confiança. É a confiança que você adquire treinando quando ninguém está te olhando que vai te dar a coragem de agir quando todos estiverem te avaliando. Se você treinar todo dia sozinho estará matando sete leões por semana. No final de um ano quando um gigante aparecer em sua frente você já terá enfrentado 365 leões. A vitória que você tanto espera no estádio lotado germina primeiramente no campinho do seu bairro onde ninguém está te olhando!

3- Ele tinha fé que estava sendo guiado por Deus!

A fé é uma torrente poderosa de energia e superação. Perceba, não é usar Deus como um amuleto para suas vitórias pessoais, mas ter a convicção que a presença dele te acompanha em todas as suas jornadas.

4- Acreditava em seu potencial acima de tudo!

Ele ouviu frases do tipo. “Você é apenas um rapaz”, ”Você não tem condições de lutar contra este Gigante”. Em primeiro lugar as pessoas vão tentar dizer que você não consegue. Se elas não conseguirem te desanimar então vão tentar te vestir com as roupas do medo que possuem. O texto diz que tentaram vestir Davi com a armadura, o capacete e a túnica de outra pessoa, mas o garoto rejeitou vestir as roupas, as ideias, as percepções e a identidade dos outros. Ele assumiu seus riscos com suas próprias ferramentas. Você somente poderá derrubar seus gigantes usando aquilo que você tem de melhor. No caso de Davi, ele usou uma pedra e sua funda. No seu caso, você sabe quais são suas melhores armas? Conhece sua principal característica dos seu jogo?

5- Não focou na grandeza do problema, mas na potência da sua virtude!

Se você é daqueles que fica escrevendo textão no Facebook para falar do tamanho do seu gigante sinto muito te informar que essa é a estratégia dos perdedores. Reparar demais nos músculos do seu inimigo promove perdas de energia, vitalidade e confiança. Por isso, ao se deparar com a pobreza, com a cidade pequena, com a falta de apoio, com as corrupções, é necessário ser mais do que apenas um jovem sonhador, é preciso ser um atleta obstinado. O que você mais precisa saber não é da grandeza do gigante que está te desafiando, mas da capacidade que existe em você para enfrenta-lo.

6- Muitas pessoas podem ser beneficiadas por isso!

Quando Davi derrotou o gigante, um exército inteiro de homens foi beneficiado. Milhares de vidas foram salvas. Se você vencer seus desafios e dificuldades muitas pessoas serão abençoadas. Tenho certeza que você deseja que sua família desfrute de momentos e situações melhores de vida. A sua coragem, o seu envolvimento, a sua capacidade, o foco do seu talento, a sua fé, as experiências que você vive e os riscos que assume estarão profundamente ligados com a vitória que você terá!

Texto: Carlos Bertoldi

Deus abençoe